Home / Notícias / ASTEC RESPONDE NOTA OFENSIVA DE ZH

ASTEC RESPONDE NOTA OFENSIVA DE ZH

A nota “Espírito de Corpo”, da Página 10 do Jornal Zero Hora, trata todos os técnicos da Secretaria da Saúde como fraudadores.

 

A nota “Espírito de Corpo”,publicada nessa sexta-feira, na Página 10, do Jornal Zero Hora, trata todos os técnicos da Secretaria da Saúde como fraudadores. A mobilização da categoria foi imediata e a Astec está enviando a seguinte resposta ao veículo de comunicação, através do e-mail: rosane.oliveira@zerohora.com.br . “Sra. Rosane de Oliveira, É lamentável o tom da nota publicada nesta sexta-feira, 13.05.2005, na Página 10 de Zero Hora, posto que trata todos os municipários como fraudadores, reforçando um estereótipo contra o qual tantos servidores e entidades têm se empenhado. A nota desconsidera o básico, como, por exemplo, a pauta unificada de reivindicações da categoria, onde um dos itens requisita formação continuada e capacitação permanente, um movimento em prol da valorização profissional e não de um corporativismo de gângsteres. A inconformidade dos técnicos de nível superior convocados há mais de dois anos pelo RDE – Regime de Dedicação Exclusiva -, na Secretaria Municipal da Saúde deve-se ao modo como o recadastramento foi encaminhado pela Administração: através de um documento com termos juridicamente incorretos e em tom constrangedor, contrariando o compromisso de campanha do então candidato José Fogaça, de estabelecer com o funcionalismo “uma relação bilateral, de parceria”. Os casos daqueles que não cumprem suas cargas horárias são um problema de gestão e espera-se que, como tal, sejam tratados. Almeja-se, sobretudo, que as situações de exceção sejam resolvidas com eficácia, a fim de que deixem de causar prejuízo à sociedade em geral, que paga seus impostos e tem direito a um serviço público de qualidade, e ao rol de servidores municipais que cumprem com seus compromissos de trabalho. O que não presta serviço à população é o uso de um espaço privilegiado de mídia para arrolar todos os profissionais da área da saúde envolvidos na questão – que integram uma categoria há 24 meses sem qualquer reposição salarial, ainda que esta esteja assegurada por lei – como espoliadores do erário público. Sem mais para o momento, subscrevemo-nos Atenciosamente, Eros Miguel Sadowoy Martins Presidente da Astec” MOBILIZE-SE! VOCÊ TAMBÉM PODE ENVIAR SEU E-MAIL PROTESTANDO CONTRA MANIFESTAÇÕES QUE VENHAM A DENEGRIR A IMAGEM DO MUNICIPÁRIO, EM VEZ DE CONTRIBUIR DE MANEIRA EFETIVA PARA UM SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE. E LEMBRE-SE: ENTIDADE FORTE SE FAZ COM MUITOS SÓCIOS. A ASTEC ESTÁ EM CAMPANHA POR NOVOS SÓCIOS. QUEM TROUXER CINCO NOVOS SÓCIOS, GANHA UM CONVITE PARA A FESTA DE ONZE ANOS DA ASTEC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *