Home / Notícias / Plano de carreira: Simpa, associações e Senge querem participar do grupo técnico de trabalho

Plano de carreira: Simpa, associações e Senge querem participar do grupo técnico de trabalho

Na reunião chamada pela Secretaria da Administração, nesta terça-feira, 10/02, a empresa Quântica apresentou o cronograma que prevê a redação da minuta do projeto de lei (PL) dos planos de carreira em 22/05. O governo não pretende contar com a participação dos servidores até essa etapa.

 

Na reunião chamada pela Secretaria da Administração, nesta terça-feira, 10/02, a empresa Quântica apresentou o cronograma que prevê a redação da minuta do projeto de lei (PL) dos planos de carreira, em 22/05. O governo não pretende contar com a participação dos servidores até essa etapa.

De acordo com o secretário da Administração, Elói Guimarães:
 “- A empresa Quântica fez o diagnóstico, está construindo uma proposta de planos de carreira e, quando a redação estiver pronta, levará ao prefeito para que ele avalie. Se ele disse ok, pode tocar para a frente, vamos fazer audiência pública e todos os passos necessários para a participação das associações, do Simpa, do Senge e de todos”, afirmou ele.

A posição foi reiterada pela Líder de Ação de Revisão para Elaboração do Plano de Carreira, Giane Rosa. “O governo optou por construir um documento sem a participação do seu corpo técnico, mas, depois de pronto, o PL será discutido pelos servidores, antes de ser votado na Câmara”, assegurou ela.

Os representantes dos servidores foram unânimes em manifestar preocupação com a falta de informações sobre o que foi apurado no diagnóstico e, principalmente, a insistência do governo em desconsiderar a possibilidade de participação dos servidores. A presidente da Astec, Isabel Junqueira, lembrou que maio é mês do dissídio dos municipários, que a questão do efeito cascata está pendente de solução e, ainda, o governo pretende acrescentar a esse quadro o anúncio da minuta do PL do plano de carreira, o que resultará numa situação inviável para os municipários.

Alexandre Abreu, diretor de Formação Sindical, do Simpa, foi categórico:
“- Precisamos participar do grupo técnico na concepção do projeto e não apenas para sermos informados do que já foi feito ou, como aconteceu com o PL do efeito cascata, de sermos surpreendidos pelo encaminhamento à Câmara de um projeto que não atende às necessidades dos servidores.”

O sindicalista recordou o exemplo da proposta de plano de carreira para o DMAE, que foi rejeitada pelos servidores porque, apesar de ampla discussão, não considerou a posição dos funcionários.

Herni Michel, diretor administrativo da Astec, ressaltou que “estamos premidos pelo tempo”, pois 2016 é ano eleitoral, ideia esta que foi reforçada pelo diretor do Sindicato dos Engenheiros, Sérgio Brum:
“- Queremos sentar à mesa, apresentar nossas reivindicações e que elas sejam consideradas”, disse.

A respeito do mesmo ponto, a diretora geral do Simpa, Deborah Xavier, esclareceu a contrariedade do sindicato e, portanto, dos servidores, com o fato de o governo não ter levado em consideração a proposta dos municipários de um PL que solucionasse o efeito cascata. Em vez disso, o Executivo encaminhou à Câmara um projeto sem qualquer discussão, deixando que os servidores fossem tomados de surpresa, quando havia um grupo de trabalho, nomeado pela Portaria 504, de 26/11/2014, para este fim.

Diante das posições defendidas pelos representantes dos servidores, Ney Villa, da empresa Quântica, recomendou que o governo estabeleça e divulgue um cronograma de discussão com os municipários. E a presidente da Astec, Isabel Junqueira, propôs o agendamento de uma reunião para apresentação ao Simpa, associações e Senge, do diagnóstico do feito pela Quântica, entre os dias 16 e 19 de março. O secretário Elói Guimarães comprometeu-se com ambos os encaminhamentos.

Também participaram da reunião: Maria Leonor Luz Carpes, assessora do gabinete do prefeito e integrante do Comitê de Política Salarial; Laerte Campos, diretor geral do Previmpa; e Loreno Soligo, assessor de gabinete da Secretaria da Fazenda, representando o titular da pasta, Jorge Tonetto.

ESTAMOS DE OLHO!

ASSOCIATIVISMO FORTE SE FAZ COM UNIDADE E AÇÃO.
DIRETORIA EXECUTIVA – GESTÃO 2015/2016

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *