Home / BANNER / Astec participa da instalação da Frente Parlamentar em Defesa do DMAE

Astec participa da instalação da Frente Parlamentar em Defesa do DMAE

Os engenheiros Sérgio Brum, presidente, e Adinaldo Fraga, diretor, representaram a Astec na instalação da Frente Parlamentar em defesa do DMAE  |  Fotos: Mariana Pires/Simpa

A Astec participou da instalação da Frente Parlamentar em Defesa do Departamento Municipal de Água e Esgotos (DMAE), na tarde desta quinta-feira, 1º de março, na Câmara Municipal de Porto Alegre. O presidente, eng. Sérgio Brum, e o diretor de Relações com Aposentados e Pensionistas, eng. Adinaldo Fraga, representaram a entidade na instalação da frente que tem o propósito de barrar o PELO 17/2017, de Emenda à Lei Orgânica, que possibilita a concessão do fornecimento do serviço público de água e esgoto da Capital à iniciativa privada. Comprovar a excelência do serviço de saneamento oferecido aos porto-alegrenses e evitar que a falta de investimentos provoque o sucateamento do sistema de abastecimento de água e tratamento do esgoto pluvial também estão entre os objetivos da iniciativa.

A frente presidida pelo vereador Mauro Zacher (PDT) é suprapartidária e já conta com adesão de 16 parlamentares, sendo Cassiá Carpes (PP) o vice-presidente e Marcelo Sgarbossa (PT) o secretário dos trabalhos. Os demais integrantes da Frente Parlamentar em Defesa do DMAE são Adeli Sell (PT), Airto Ferronato (PSB), Alex Fraga (PSOL), Aldacir Oliboni (PT), André Carús (PMDB), Cláudio Janta (SD), Fernanda Melchionna (PSOL), João Bosco Vaz (PDT), Márcio Bins Ely (PDT), Roberto Robaina (PSOL), Sofia Cavedon (PT),  Thiago Duarte (DEM) e Paulinho Motorista (PSB). Além dos vereadores, o ato de instalação reuniu servidores e sindicalistas e contou com a presença do ex-prefeito e por duas vezes diretor-geral do DMAE, João Antônio Dib, bem como do ex-diretor-geral do órgão, Antônio Elisandro, e do deputado federal Henrique Fontana (PT).

No final da tarde, foi realizada a primeira mesa redonda, com o tema “DMAE Público: água e saneamento de qualidade”, com a presença de ex-diretores da autarquia, durante a qual os trabalhadores apresentaram um relatório elaborado pelos técnicos do departamento que expõe a falta de clareza da Administração Municipal sobre a possível Parceria Público-Privada (PPP) e a ausência de projeto que viabilize e justifique a privatização. Para eles, a retirada da autonomia administrativa e financeira do departamento vai gerar atraso na aquisição de materiais, equipamentos e execução de obras e projetos.

Leia também

Foi instalada Frente Parlamentar em defesa do DMAE

Vereadores instalam Frente Parlamentar em defesa do DMAE

ASTEC – DIRETORIA EXECUTIVA 2017-2018
RESPEITO E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *