Home / BANNER / Crea-RS apoia a luta contra a aprovação do PLCE 02/2019

Crea-RS apoia a luta contra a aprovação do PLCE 02/2019

Astec e Senge buscam apoio do Crea-RS na luta contra o fim da carreira de servidor e dos serviços públicos de Porto Alegre | Fotos: Ruvana De Carli/CarliCom

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul (Crea-RS), apoia a luta dos engenheiros e demais municipários contra a aprovação do Projeto de Lei Complementar do Executivo (PLCE) 02/2019 e vai solicitar audiência com a presidente da Câmara Municipal, Mônica Leal. De acordo com a presidente do Conselho, eng. civil e de seg do trab. Alice Scholl, a intenção é de que o encontro ocorra até a próxima sexta-feira, 22, tendo em vista a possibilidade de que o projeto seja votado já na segunda-feira, dia 25. “A diretoria do CREA-RS manifesta-se contrária aos dispositivos expressos no referido projeto, tendo em vista o impacto negativo à qualidade dos serviços prestados pelos profissionais da área tecnológica à sociedade. Acreditamos que o PL atenta contra as carreiras dos engenheiros e demais servidores da prefeitura e precisa ser mais amplamente debatido”, afirmou a engenheira.

A posição do Crea-RS à luta dos servidores foi declarado durante reunião ocorrida na sede do regional, na tarde desta quarta-feira, 20 de março, com a participação do vice-presidente da Astec, eng. agr. Irineu Foschiera; do diretor do Senge, eng. civil Maércio Cruz; e dos engenheiros da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (SMIM), Adriano Waclawovsky, eletricista, e Agnelo Chiodo, civil. O encontro foi solicitado pelas entidades, para solicitar que o Conselho atue no sentido de que a prefeitura respeite o salário mínimo profissional estabelecido na Lei Federal 4950A e demais condições de trabalho, como o pagamento de insalubridade, periculosidade, fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual, entre outros itens estabelecidos.

Também participou da reunião advogado do Crea-RS, Alexandre Oliveira, que abordou aspectos jurídicos da precarização das condições de trabalho e as medidas cabíveis em relação a cada aspecto.

ASTEC – Diretoria Executiva 2019/2020
RESISTIR E AVANÇAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *